A viralidade em Saramago e Ionesco